Lichia

    A Lichia (Litchi chinensis Sonn) é uma planta de clima sub-tropical originaria do sul da China, o primeiro local de cultivo no Brasil foi a Fazenda São José, em Avaí, no interior do estado de São Paulo, por Bodo Niewerth. Alemão, veio ao Brasil em 1944 com o intuito de fugir da Segunda Guerra Mundial. Foi a pioneira em plantação da lichia comercial no Brasil. 

Clima
    Prefere climas subtropicais e úmidos, não resiste a geadas e nem períodos longos de secas.

Solo
Lichia (Litchi chinensis Sonn)    Prefere solos sílico argilosos, bem adubados e profundos, ácido e não calcárioso  A lichia reage bem a adubações orgânicas.

Plantio
    É desaconselhável o plantio por sementes pois  existe a possibilidade de uma perca de qualidade em relação a planta mãe e o tempo para inicio da produção é maior,  o ideal é fazer mudas por alporquia. Na alporquia  pega-se um galho sem rancar da planta mãe com espessura de aproximadamente 1 dedo,  faz um anel  tirando a casca superficial do galho em seguida cobre-se o local com musgo umedecido, envolve o local com um plastico e amarra-se com um barbante, com isso ocorre um enraizamento no local  cerca de 3 meses depois. Após corta-se o galho da planta mãe, tira o plastico e planta-se em um saquinho - 3 meses após pode ser plantada em local definitivo em covas com 45 cm de profundidade e espaçamento de 9 a 10x10 metros preferencialmente em dias chuvosos.

Alporquia
Alporquia
Podas
    Não se faz podas de formação, mas pode-se fazer podas de limpeza retirando os galhos secos e doentes.

Colheita
    A Lichia tem um período de floração de agosto a setembro e colhe-se de dezembro a janeiro.

Variedades
    As variedades mais comuns no Brasil são Bengal, Brewster que produz frutos e caroços grandes e Americana que produz frutos e caroços pequenos.

Produção
    A colheita comercial inicia-se a partir do quinto ano, algumas plantas chegam a produzir até 200 kg, entretanto  considera-se uma boa produção cerca de 50 kg por planta. O produtor recebe cerca de R$4,50 pelo Kg de lichia no interior de SP. Atualmente o estado de São Paulo é o maior produtor de lichia do  Brasil com cerca de 900 hectares plantados o que corresponde a 65% da produção nacional.

Usos
    A Lichia pode ser apreciada in-natura (Fresca) ou na forma de geleias, polpas, sorvetes e doces, é ainda utilizada na industria de cosméticos pois possui antioxidantes que aumenta a síntese do colágeno na pele.

Composição (Valor nutricional por 100g polpa)
    65 Calorias, 0,8 g proteínas, 0,2 g de fibras, 10 mg cálcio  29 mg de Potássio  0,3 mg de ferro, e 50 mg de vitamina C.  A lichia ainda é rica em Tiamina 0,50mg, Riboflavina 0,60mg, Niacina 0,6mg.

Fotos
Lichia

Arvore Lichia
Referências
CAVALLARI, L. L. Florescimento e Frutificação em lichieira. Jabuticabal, 2009. 56p. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, 2009).Disponível em: <http://www.fcav.unesp.br/download/pgtrabs/pv/m/3802.pdf >. Acesso atualizado em 04/04/2015

EMBRAPA. A Lichia. Brasília, 2009. Disponível em: <http://redeagroecologia.cnptia.embrapa.br/boletins/frutiferas/Lichia.pdf>. Acesso em: 16/10/2012

SEBRAE. Lichia: a nova estrela na fruticultura tropical. [S.I], [200-?]. Disponível em: <http://www.sebrae.com.br/setor/fruticultura/o-setor/frutas-de-g-a-z/lichia/lichia-a-nova- estrela-na-fruticultura-tropical/Informe_4454/integra_informe>. Acesso atualizado em 04/04/2015

0 comentários :

Postar um comentário

 
Lider Agronomia - Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade | Template Clean, criado por Tutoriais Blog .