Centeio


CENTEIO SECALE CEREALEO centeio (Secale cereale L.), originário da região do Cáucaso e da Europa Central, durante muito tempo foi considerado uma invasora nas plantações de trigo, até que deixou de ser combatido e, passou a ser cultivado, tanto pelo seu uso variado como pela sua rusticidade (resistência maior que o trigo ao frio, à seca e às pragas e doenças). É uma gramínea que se desenvolve no inverno, e seus grãos servem para a alimentação humana (sob a forma de pão de centeio, feito da farinha) e para a fabricação de álcool (usado, entre outras coisas, na produção de vodka). O grão pode ainda substituir a cevada na fabricação de cerveja. A planta é utilizada como forragem verde de inverno e fornece excelente feno, pois está em condições de fenação num período em que não chove. Como forragem verde, é dada no cocho, depois de picada. Serve também para o pastejo, mas, com esse objetivo, devem ser tomados dois cuidados: evitar o pastejo com a terra úmida. para que o gado não arranque a planta e nem deixe o solo compactado, dificultando futuros plantios, e deixar o gado só de duas a três horas nessa pastagem. para que não se deite sobre a planta em seguida, prejudicando-a. O centeio tem raízes profundas, capazes de mobilizar fósforo em condições que outras plantas não aproveitam, deixando-o à disposição das culturas semeadas depois. Por causa da profundidade de suas raízes, o centeio ajuda a combater a erosão e, na Austrália, é usado para conter o avanço das dunas de areia nas regiões semidesérticas. 

Clima e solo
Em relação ao trigo, o centeio é mais tolerante à seca e mais resistente ao frio. A geada em nada o prejudica. Tem como grande vantagem o fato de se desenvolver bem em solos secos e pobres, fornecendo, em pouco tempo (e em pequena área), grande volume de forragem verde, palatável e rica em princípios nutritivos. Por suas exigências de clima, no Brasil é plantado principalmente nos Estados do Sul, do Paraná ao Rio Grande do Sul. Resiste muito bem aos solos ácidos.


Semeadura
PLANTACAO DE CENTEIOO centeio tem sido semeado em linhas, covas ou lanços; as maiores produções vêm da semeadura em linha, com espaçamento de 18 cm. Para pastagens, usam-se de 80 a 100 kg/ha de sementes. e para aproveitamento de grãos, 60 kg/ha. A época de semeadura, semelhante à do trigo, vai de março a julho. Quando for para pastagem, de preferência em março. O ciclo é, em média, de 140 dias, alterando-se conforme a variedade e a época do cultivo.

Pragas e doenças
Normalmente há pouca infestação de plantas invasoras. As pragas e doenças são as mesmas que ocorrem na cultura do trigo. É mais resistente (ou tolerante) aos pulgões, viroses, septoria, giberela, oídio, helmintosporiose e podridão-das-raízes. Mas em sua palha pode-se multiplicar o fungo da podridão-das-raízes (que a planta tolera), por isso não se deve plantar no mesmo terreno, no ano seguinte, culturas como o próprio centeio, trigo, cevada, triticale ou qualquer outra gramínea. São preferíveis as leguminosas. A única praga que representa maior perigo é a lagarta.

Composição por 100 g
Farinha de centeio: 358 calorias, 9,4 g de proteínas, 22 mg de cálcio, 185 mg de fósforo, 1,1mg de ferro, 0,15 mg de vitamina B, e 0.07 mg de vitamina B,. Pão de centeio: 261 calorias, 9,2 g de proteínas. 38 mg de ferro, 0.19 mg de vitamina B I e 0,08 mg de vitamina B2. 

0 comentários :

Postar um comentário

 
Lider Agronomia - Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade | Template Clean, criado por Tutoriais Blog .