Bacupari-mirim

    O Bacupari-mirim ou Bacupari-anão (Garcinia brasiliensis e Rheedia gardneriana) é uma fruta nativa do Brasil, Paraguay e Argentina, principalmente  nas regiões de floresta Amazônica e Mata Atlântica. A árvore do Bacupari-mirim pode chegar até 3 metros de altura,e produz frutos redondos, pequenos de casca fina e lisa de cor amarela ou laranja, o sabor dos frutos é bastante acido o que leva a ser chamado em  algumas regiões pelo nome de Limãozinho.

Clima e solo
    Adapta-se bem em quase todas as regiões do Brasil e adapta-se tanto a solos mais secos quanto àqueles que retenham mais umidade (os quais parece preferir).

Plantio e cultivo
Bacupari-mirim, Garcinia brasiliensis    A propagação é feita por sementes, plantando em jacazinhos (Balainhos) ou em canteiros, podendo  inclusive ser plantada diretamente no solo em covas bem adubadas e férteis deixando o solo sempre úmido.
    Não são necessários cuidados especiais, por causa da rusticidade da planta. 
O Bacupari-mirim começa a produzir a partir do terceiro ano, sendo que na fase adulta quanto mais sol a planta receber mais adocicados são os frutos.

Usos 
    O Bacupari-mirim é utilizado no reflorestamento de áreas degradadas e na ornamentação de parques, sendo de grande atrativo para a fauna. 
Pode ser consumido in-natura (fresco), ou em forma geleias, licores e sorvetes.

Variedades
     Existe outras especies de Bacupari sendo  a Rheedia brasiliensis a mais comum, ela produz frutos redondos com cerca de 3 cm de diâmetro e sabor bastante ácido podendo a árvore chegar a 15 metros de altura, está especie é mais rara e é encontrada somente em florestas silvestres.


Estudos científicos
    Estudos realizados pela Universidade estadual de Campinas e pela Faculdade de Odontologia de Piracicaba mostram que o Bacupari possui uma substancia chamada Epiclusianona (principalmente na casca) essa substancia pode ajudar na prevenção do câncer de ovário, próstata, rim, língua e pele (melanoma), entretanto os estudos são recentes e não pode-se afirmar se essa substância poderá se tornar um produto de combate ou de prevenção ao câncer pois ainda não se conhece exatamente seus mecanismos de ação.

Fotos

arvore de bacupari-mirim

Fruta do Bacupari (Nome científico: Rheedia gardneriana Planch)
Fruta do Bacupari (Nome científico: Rheedia gardneriana Planch), por Mauro Luiz Benedito em Panoramio
Referências:
CARVALHO, J.E.U.; NASCIMENTO, W.M.O.; MÜLLER, C.H. Sistemas alternativos para a formação de mudas de bacurizeiro (Platonia insignis Mart.). Belém: Embrapa Amazônia Oriental, 1999. 18p. (Embrapa Amazônia Oriental. Comunicado Técnico, 11).
Embrapa documentos 147, Viveiro e produção de mudas de algumas espécies arbóreas nativas do cerrado. ISSN 1517-5111, Outubro , 2005.

3 comentários :

  1. Caros amigos. Existe 2 outras variedades desta fruta ainda não catalogadas. Uma é bem graúda (chamada de bacupari gigante e é bem adocicada) A outra é do tamanho do bacupari-mirim mas é muito doce. Temos aqui na nossa propriedade estas variedades, e vendemos mudas de todas elas. Att: Colecionador Farias 2016.

    ResponderExcluir
  2. tenho um pé destes em casa, já tem uns 3 metros de altura... enche de flores mas nao vingam os frutos... na verdade nunca vi um fruto se quer... oque devo por nele...

    ResponderExcluir
  3. TENHO UM PÉ DESTA MARAVILHOSA FRUTINHA, MAIS NÃO SEI COMO APROVEITA-LA DE OUTRAS FORMAS.QUEM TIVER RECEITAS , POR FAVOR ME ENVIEM. tspmartinsilva@gmail.com

    ResponderExcluir

 
Lider Agronomia - Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade | Template Clean, criado por Tutoriais Blog .