Pinha e Fruta-do-conde

    A árvore da  Pinha (Annona squamosa L.) e da Fruta-do-conde  (Annona coriacea) são muito semelhantes, em muitos lugares se trata uma pelo nome de outra provocando confusões. A fruta do conde  tem a casca mais lisa é maior e mais alongada, enquanto a pinha tem a casca empelotada e mais rugosa além de ser menor (passe o mouse sobre as fotos ao lado).
    Originárias das Antilhas, tem uma coloração em geral verde-clara e acinzentada. Os frutos têm polpa macia, de cor branca ou creme, desprovida de acidez, muito doce e nutritiva, envolvendo múltiplas sementes pardo-escuras. A fruta-do-conde tem mais polpa maciça e menos sementes que a pinha. Trataremos a seguir apenas da Annona squamosa, entretanto o métodos de cultivo são praticamente os mesmos

Clima e solo 
Pinha, Annona squamosa    O clima mais indicado é o quente, com poucas chuvas, e uma estação seca bem definida. Os solos devem ser profundos, bem drenados, de textura arenosa, férteis com pH neutro, sendo necessária a correção de solos ácidos, para elevar o teor de magnésio e cálcio.

Propagação 
Fruta-do-conde, Annona coriacea    Pode ser efetuada por sementes ou por garfagem, com porta enxertos de 1 ano de idade. O plantio de mudas enxertadas é o mais recomendado porque mantém as características das plantas que se deseja propagar. No preparo das mudas, devem-se utilizar sacos de polietileno de 18 x 30 cm. Devido à grande incidência da podridão das raízes em pomares comerciais do Estado de São Paulo, ultimamente se dá preferência ao plantio de mudas enxertadas sobre cavalos de cabeça-de-negro (marolo), resistente à doença.
Espaçamento e coveamento 
    Os espaçamentos mais indicados são de 4 x 4 m. E as covas, abertas mecânica ou manualmente, devem ter as dimensões de 0,40 x0,40 x 0,40 m.

Plantio 
    O ideal é que seja feito no começo da estação chuvosa, com solo úmido o suficiente para favorecer o desenvolvimento das mudas. É preciso retirar os sacos plásticos para não prejudicar o desenvolvimento das raízes.

Tratos culturais 
    As capinas podem ser manuais, e a retirada do mato, em certas épocas do ano, quando chove, deve restringir-se a uma roçada, a poda é usada apenas para orientar o crescimento da planta no seu primeiro ano e para suprimir ramos em excesso, mal formados ou secos.

Adubação 
    Depende da análise do solo, que deve ser repetida pelo menos a cada quatro anos. A adubação recomendada, em média, é a que se segue: na cova,15 a 20 l de esterco de curral, 300 g de fosfato de Araxá e 200 g de cinzas, 60 dias antes do plantio. No primeiro ano,120 l de esterco e 100 g de cinzas por planta e por vez, após o pegamento das mudas e no final da estação das chuvas. No segundo ano, 120 l de esterco, 200 g de fosfato de Araxá, no início e no fim do período chuvoso. Em pomares safreiros,130 l de esterco de curral por ano.

Pragas e doenças 
    As pragas mais importantes são a broca-das-frutos, o tripes, uma lagarta do gênero Oncideres, a vaquinha, algumas cochonilhas e diversos ácaros. As principais doenças são a podridão das raízes, a antracnose e, no Nordeste, a casca-preta. Para melhor controle das pragas e doenças, é recomendável a aplicação constante de matéria orgânica no solo, e calda sulfocálcica a 32°Bé, diluindo-se cada litro de calda em 8 litros de água. Esta aplicação deve ser feita no inverno, quando as folhas da planta caem.

Colheita 
    A pinha começa a produzir três anos depois do plantio. O período de colheita vai de fevereiro a junho (pode estender-se um pouco mais em culturas irrigadas). A produção varia de 150 a 200 frutos (no Nordeste, 100 frutos) por pé/ano.Os frutos são consumidos ao natural.

Composição nutricional por 100g 
Pinha: 96 calorias, 1,6 g de proteínas, 28 mg de cálcio, 36 mg de fósforo, 1,8 mg de ferro, 0,11 mg de vitamina B1,  0,15 mg de vitamina B2 e 35 mg de vitamina C.

Fotos
Pinha
Plantio de pinha

Referências
O cultivo da pinha, fruta-do-conde ou ata (Annona squamosa, L.) no Brasil Volume 9 de Embrapa Cerrados. Circular Técnica ISSN 1517-0187

0 comentários :

Postar um comentário

 
Lider Agronomia - Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade | Template Clean, criado por Tutoriais Blog .