Couve-de-bruxelas

A couve-de-bruxelas (Brassica oleracea L. var. germmifera DC) é uma hortaliça derivada da couve selvagem (originária  da Europa), que depois de séculos de seleção pelo homem assumiu uma forma  bastante interessante, até ornamental,  produzindo pequenos repolhos globulares, originários das axilas das folhas, presos diretamente à base alongada e cobrindo-a. Ela tem sido produzida em pequena  escala no Centro-Sul do Brasil. 
Variedades 
    A long island improved,  de origem norte-americana, produz plantas de aproximadamente 60 cm de altura, compactas e com muitos repolhinhos que  cobrem o caule. O híbrido nagaoka, japonês, é mais precoce e resistente ao calor. O híbrido jade cross e, da série jade  cross, produz plantas vigorosas, unifor-  mes, com folhas verde-escuras, e adapta-se bem a várias condições climáticas. 

Clima e solo 
     A couve-de-bruxelas é  considerada típica de inverno, suportando  temperaturas abaixo de 0° e e geadas. Não  tolera altas temperaturas e prefere localidades com altitudes superiores a 800 m. Os melhores solos para o cultivo são os  argilo-arenosos, úmidos, bem drenados e  com pH entre 6,0 e 6,8. 

Plantio 
    Em localidades acima de 800  m é semeada de março a maio e, em regiões frias, em setembro. A adubação depende da análise do solo, a propagação é  feita por meio de sementes, em sementeiras, em sulcos distanciados 10 cm e à  profundidade de 1 cm. O transplante é  feito quando as mudas estão com quatro ou cinco folhas de 10 a 15 cm de altura,  em fileiras simples, com espaçamento de  1,00 x 0,50 m.  

Tratos culturais 
    Do transplante até o  pegamento, a irrigação é feita diariamente  e depois a cada três dias. A adubação. em  cobertura é feita aos trinta dias do transplante, com a aplicação de 5 kg de esterco líquido/m2.  

Colheita 
    Inicia-se de 90 a 110 dias  após a semeadura, estendendo-se por alguns meses. Os pequenos repolhos devem  estar firmes, com seu desenvolvimento  máximo, sendo colhidos. primeiramente, os que estão mais baixos no caule, cortados bem rente. Não devem estar abertos  ou amarelados. São comercializados em  saquinhos plásticos, com 500 g do produto.  

Composição nutricional por 100 g 
    45 calorias,  4,9 g de proteínas, 36 mg de cálcio, 80  mg de fósforo, 1,50 mg de ferro, 55  mmg de vitamina A, 0,10 mg de vitamina B1, 0,16 mg de vitamina B2 e 102 mg  de vitamina C. 

Fotos

0 comentários :

Postar um comentário

 
Lider Agronomia - Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade | Template Clean, criado por Tutoriais Blog .