Umbu, Imbu - A fruta e o cultivo

    O Umbuzeiro ou Imbuzeiro (Spondiastuberosa, L.) já foi chamada por Euclides da Cunha de "árvore sagrada do sertão, porque suas raízes são verdadeiros reservatórios de água, servindo também para comer; as folhas são apreciadas como alimento pelo gado, e os frutos, de sabor agradável, são fonte de vitaminas para toda a região semi-árida do Nordeste. Sua produção é elevada: cada árvore, com no máximo 6 m de altura e até 10 m de diâmetro de copa, dá em média 300 kg/ano de frutos. O umbu, ou imbu, é da família das anacardiáceas, a mesma que pertencem a manga, o caju, o cajá (ou taperebá) e o cajá-manga, E originário dos chapadões semi-áridos nordestinos, de suas regiões menos chuvosas. Perde todas as folhas na longa estação seca e, com as primeiras chuvas, se enche de folhas e flores. O fruto tem em média 3 cm de diâmetro e, além de ser comido ao natural sua polpa fica aquosa, quase líquida quando a fruta está madura, pode serfeita com ele o que chamam de "umbuzada": a polpa misturada com leite e açúcar ou rapadura. E usado também para fazer geléia e sorvete. 

Clima e solo 
    O umbu é uma fruta declima quente e não exige muita chuva, dá bem em locais com chuvas abaixo de 600 mm/ano. Mas se adapta sem problemas em lugares mais chuvosos; desenvolve-se em regiões nordestinas em que chove mais de 1600 mm/ano. Não exige muito em relação a solos, desde que não sejam úmidos nem muito rasos. 

Plantio 
    Os umbuzeiros geralmente são multiplicados por meio de sementes. As mudas devem ser transplantadas no início da estação chuvosa, em espaço não inferior a 12 x 12 m. Em alguns locais de solo mais fértil chega a ser 16 x 16 m. A multiplicação por estacas se faz depois das chuvas, em setembro-outubro, enterrando as estacas de 20 a 25 cm em leito de areia fina ou limo, em posição inclinada, em dois terços do seu comprimento.A estaca pode ser plantada, ainda. diretamente no local definido. Usa-Se tambéma mulplicação por enxertia. 

Tratos culturais 
    Resumem-se a capinas e podas de formação e limpeza. Os umbuzeiros existentes no Nordeste, quase todos nascidos espontaneamente, em geral não recebem tratamento. Mas quando são podados seus galhos secos, doentes e mal colocados, principalmente os que se dirigem de fora para dentro da copa, respondem muito bem. A poda deve ser feita antes do início da estação chuvosa. Em sua região de origem, as chuvas mais for-tes caem em março e abril.  

Colheita 
    Os frutos podem ser comidos completamente maduros ou um pouco antes, quando estão "inchados", como dizem no Nordeste. Ao amadurecer, ele vai passando da cor verde para um tom meio amarelado. A colheita se faz escolhendo no pé os frutos já em condições. Os frutos completamente maduros caem e não se machucam, mas não suportam viagens. Para ser transportado para outra região, o umbu deve ser colhido "de vez", isto é,antes de amadurecer completamente. 

Produção 
    O lBGE coloca o umbu entre os produtos vegetais extrativos, isto é,não cultivados, mas apenas coletados nas árvores que crescem espontaneamente.

Composição nutricional por 100 g 
    44 calorias, 0,6 g de proteínas, 20 mg de cálcio, 14mg de fósforo, 2 mg de ferro, 30 mmg de vitamina A, 0,04 mg de vitamina B1, 0,04 mg de vitamina B2 e 33 mg de vitamina C.

Fotos

0 comentários:

Postar um comentário

 
Lider Agronomia - Todos os direitos reservados. | Template Clean, criado por Tutoriais Blog.