Jabuticaba

    Árvore originária do Brasil, a Jabuticabeira (Myrciaria cauliflora) produz frutos roxo-escuros, com polpa esbranquiçada muito doce, utilizados também na medicina caseira. O chá de cascas de jabuticaba é usado no tratamento de anginas, disenterias e erisipela. Elas servem também para a fabricação de um extrato que se usa como corante de vinho, vinagre etc., substituindo o sabugueiro, flores de malva e papoulas, que dependem de importação. As populações rurais consideram a entre-casca da jabuticaba (a película transparente entre a casca e a polpa) como excelente remédio contra a asma: faz-se um chá com oito entre cascas em 0,5 l de água e toma-se um copo pela manhã. 

Jabuticaba, Myrciaria caulifloraMadeira 
    Por ser muito resistente, é utilizada para vigamentos, obras internas, esteios, dormentes etc. 

Variedades 
    As mais cultivadas são: Sabará, que é a mais apreciada, cresce pouco e produz muitos frutos pequenos e doces, de maturação precoce; a paulista,de grande porte, alta capacidade de produção, frutos graúdos e de maturação tardia; a branca, de porte médio, que dá muitos frutos grandes, verde-claros; a rajada, de frutos grandes, verde-bronzeados, muito doces, de maturação mediana; e a ponhema, de árvore de porte muito grande, que produz muito, com frutos grandes, que devem ser consumidos bem. maduros, mais apropriados para a fabricação de geléias, doces e licores. 

Clima e solo 
    A Jabuticabeira nasce espontaneamente em várias panes do Brasil, mas é mais comum nos Estados de Minas gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná. Adapta-se bem em vários climas, embora se dê melhor nas temperaturas médias dos planaltos do Sudeste. E prefere os solos sílico-argilosos e argilo-silicosos, profundos, férteis e drenados. Não se dá bem em várzeas. 

Plantio 
    O plantio deve ser feito no período das chuvas, por mudas de sementes ou enxertia. Essa última é a mais recomendada porque a jabuticabeira produz aos cinco anos, ao passo que com sementes leva de oito a dez anos. Pode-se usar também a estaquia e a mergulhia. As covas devem ter 60 x 60 cm, O espaçamento, conforme o porte da jabuticabeira, vai de 6 x 6 a 6 x 10 m.

Formação de mudas 
    Há vários métodos de formação de mudas a partir de estacas. Uma delas, recomendada pela Emater-MG, em sua revista "Extensão"n° 44, consiste em: 1) abrir uma cova com largura e profundidade suficiente para acomodar um litro com folga, ficando a boca do litro cerca de 15 cm abaixo do nível do solo: 2) encher o litro com água; 3) cortar um ramo do ano, com 30 cm de comprimento (na hora do corte, chanfrar a parte superior do ramo, para não haver inversão no plantio); 4) colocar o rumo no litro, até encostar no fundo e, na parte logo acima da boca do litro, raspar li casca sem retirá-la completamente, para facilitar a emissão de raízes; 5) cobrir a cova com terra vegetal, mantendo-a sempre irrigada. Quando o ramo estiver enraizado,' arrancar a muda com cuidado para não danificar as raízes, cortar a parte que ficou dentro do vidro (abaixo das raízes) e plantar no local definitivo. O plantio com raízes nuas costuma ser entre junho e agosto. 

Adubação 
    A Jabuticabeira prefere os adubos orgânicos: as covas recebem 30 l de matéria orgânica ou composto, que devem ser misturados com 200 g de farinha de osso e 200 g de cinzas. Recomendam-se culturas consorciadas, sendo as mais indicadas as leguminosas de pequeno porte. É importante que os espaços em torno das árvores sejam livres e limpos. Feijão, amendoim e soja são as mais indicadas para a consorciação. No caso das Jabuticabeiras adultas, a adubação indicada é o esterco bovino ou cama-de-galinha, bem curtidos, na proporção de 10 a 20 l por pé: de 3 a 6 kg de farelo de algodão, farelo de mamona ou farinha de sangue: e de 1 a 3 kg de farinha de osso. 

Pragas e doenças 
    O inimigo mais perigoso para a jabuticabeira é o pulgão-ceroso (Copulina jaboticabae, Ih). Quando ele ocorrer, os ramos atingidos deverão ser raspados e pinceladas com calda sulfocálcica. A principal doença é a ferrugem, causada por fungos. 

Colheita 
    A jabuticabeira geralmente produz uma vez por ano, a partir de outubro em alguns locais ou novembro em outros. Com irrigação, pode produzir duas vezes por ano: em novembro/dezembro e maio/junho. A planta cresce lentamente e demora a produzir, mas, quando começa, produz muito, chegando a dar 80 caixas de 40 l cada pé. E sua produção se estende por 30 a 50 anos.

Composição nutricional por 100 g 
    43 calorias, 1g de proteínas, 13 mg de cálcio. 14 mg de fósforo, 1,9 mg de ferro, 0,06 mg de vitamina B1, 0,16 mg de vitamina B2 e 12 mg de vitamina C.

Fotos
Pé de jabuticaba

Jabuticabeira em flor

Plantio de Jabuticaba

0 comentários:

Postar um comentário

 
Lider Agronomia - Todos os direitos reservados. | Template Clean, criado por Tutoriais Blog.