Araruta

    A Araruta (Marama arundinacea L.),  conhecida também por vários outros nomes,como agutiguepe, araruta-caixulta,  araruta-comum, araruta-palmeira e embiri, é uma erva arbustiva provavelmente  originária do Brasil, pertencente à família  das amarantáceas, que produz frutos com  sementes vermelho-claras e rizoma (caule subterrâneo) que, ralado, fornece uma fécula branca, nutritiva, excelente alimento  (especialmente para crianças e enfermos,  por sua fácil digestão). Do rizoma fresco  da araruta é extraído um suco que era utilizado pelos índios em ferimentos provocados por flechas envenenadas, mordidas  de cobras e picadas de insetos.  

Espécies 
    A espécie que produz fécula  de melhor qualidade tem rizomas claros,  em forma de fuso, cobertos com escamas  e que atingem até 30 cm de comprimento,  dependendo da qualidade do solo, embora  meça normalmente de 10 a 25 cm. É de  fácil propagação. A araruta-escura, comum em Minas Gerais, produz rizomas  na superfície da terra, é muito volumosa e  forma touceiras bastante desenvolvidas.  O rizoma ralado produz fécula negra e de  qualidade um pouco inferior à da primeira  espécie; ela precisa ser lavada várias vezes para perder a camada escura de graxa.  Sua cultura não é aconselhável.  

Clima e solo 
    A araruta é de origem  tropical, de clima quente e úmido, mas  pode ser plantada até a latitude de 30° e a  altitude de 2 000 m. Os melhores solos  são areno-argilo-humosos, leves, porosos  e com bastante matéria orgânica, para garantir a boa produção de rizomas. Os terrenos excessivamente úmidos devem ser  evitados, porque provocam o apodrecimento dos rizomas.  

Plantio 
    É feito na época das chuvas,  quando os rizomas começam a brotar. Em  Minas Gerais, vai de setembro a dezembro. As covas ou sulcos devem ter de 10  a 15 cm de profundidade. Os melhores rizomas são pequenos (5 cm) e pontudos.  Devem ser plantados de 3 a 5 cm cada  cova e cobertos com uma camada de 5  em de terra. A distância entre pés e fileiras varia com a fertilidade do terreno.  Normalmente, é de 50 cm entre os pés e  de 100 cm entre as fileiras. Pode-se cultivar a araruta em volta de terreiros, com  distância de 40 cm entre os pés e de 60 cm entre as fileiras, formando-se 3 carreiras. Esse método segura o lixo das varreduras - excelente adubo, mantendo o  terreiro sempre limpo. Na época da colheita, a folhagem freqüentemente permanece verde, por causa da quantidade de  matéria orgânica depositada. Com o espaçamento de 1 x 0,50 m, tem-se 20.000  covas/ha. 

Tratos culturais
    O solo deve estar  sempre bem arejado e livre de plantas invasoras. Recomenda-se também fazer  amontoas (chegar terra às plantas quando  necessário) . 

Colheita 
    É feita com enxadão, 10 a 12  meses depois do plantio, quando as folhas  murcham e mudam a coloração para parda e, depois, amarelo-esbranquiçada, e os  rizomas produzem fécula em maior quantidade - até 26% do peso da araruta. Em  torno do terreiro, a produção é bem maior  do que no campo. Os rizomas de araruta escura não precisam ser arrancados todo  ano, pois brotam na primavera seguinte,  quando as touceiras ficam maiores. A  produção de 15 a 20 t/ha é considera boa. 

Industrialização  
    Obtém-se a fécula  de araruta pelo mesmo processo da mandioca, podendo até ser adaptado o mesmo maquinário. O rendimento industrial  é de 15 a 18%, ou seja, 100 kg de araruta dão de 15 a 18 kg de fécula. As operações de obtenção do pó branco e sem  cheiro da araruta (fécula) consistem na  lavagem das raízes, raspagem da casca,  lavagem dos rizomas sem a casca, moagem, separação do bagaço (por lavagem  e coamento), decantação da fécula, purificação, secagem e pulverização e, finalmente, acondicionamento.  

Composição nutricional por 100 g 
    125 calorias,  1,7 g de proteínas, 118 mg de cálcio, 390  mg de fósforo, 4,2 mg de ferro, 0,13 mg  de vitamina B1, 0,02 mg de vitamina B2 e  7 mg de vitamina C. 
Por 100 g de fécula
    342 calorias, 0,4 g de proteínas, 7 mg de  cálcio, 22 mg de fósforo, 1,2 mg de ferro  e 0,04 mg de vitamina B1.  

Fotos

0 comentários :

Postar um comentário

 
Lider Agronomia - Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade | Template Clean, criado por Tutoriais Blog .