Melissa

   A melissa (Melissa officinalis L.) também é conhecida como erva-cidreira verdadeira, limonete ou citronela maior. É uma planta herbácea da família das labiadas, originária do sul da Europa, América do Norte e Asia. Tem caule ramificado desde a base e chega a 1m de altura. As folhas, de 5 a 8 cm de comprimento, são ovais e opostas. Exalam um forte cheiro de limão, quando esmagadas entre os dedos. As pequenas flores que aparecem entre o caule a as folhas são inicialmente brancas ou amareladas. Posteriormente se tornam rosadas ou manchadas de rosa. A melissa pode chegar aos 10 anos de vida. Em escala comercial recomenda-se sua renovação a cada quatro ou cinco anos. 

Clima e solo 
Melissa officinalis   Prefere climas temperados, onde a temperatura se mantenha em tomo dos 20ºC durante todo o ano. Não suporta invernos rigorosos, e é muito sensível a geadas. Necessita receber muita luz solar (para que seu aroma permaneça forte), mas sem calor excessivo. Aceita bem locais sombreados durante parte do dia. Prefere solos ricos em matéria orgânica e levemente úmidos, próximos a bosques, riachos e rios. Solos fora dessas caracteristicas tomam as folhas amareladas e pouco aromáticas. 

Plantio 
   Feito por meio de sementes, divisão de touceiras e por estaquia. A semeadura é feita em viveiros próxima à superfície do terreno. Em regiões de clima frio planta-se na primavera ou no início do verão desde que as temperaturas não sejam muito elevadas. Em regiões sem invernos rigorosos, isso é feito no outono. O poder de germinação das sementes dura três anos ou mais. As mudas são transplantadas quando atingirem 10 cm de altura. Se houver adensamento de mudas, será preciso repicar para um espaçamento maior 5 x 5, 6 x 60 ou 10 x 10cm,conforme a planta). Posteriormente transplanta-se para o local definitivo, num espaçamento de 60 x 60 cm entre as linhas e entre as plantas. A divisão de touceiras é feita com o rizoma (caule subterrâneo) e é geralmente realizada no outono ou na primavera. Depois de alguns cortes a planta começa a definhar e entra em decadência. Nesse momento deve-se refazer a cultura. 

Colheita  
   As folhas são colhidas alguns dias antes da floração ou quando se perceber a formação dos órgãos florais. Isso evita que o óleo essencial e outras substâncias contidas nas folhas se transfiram para as flores. Podem ser cortados os ramos ou todo o caule, a 8 ou 10 cm do solo. Se o objetivo da colheita for as flores, estas devem ser cortadas no início da floração. Dias claros e secos, após a evaporação do orvalho, são ideais para a colheita. Logo em seguida é feita a secagem, ao solou no secador. 

Produção 
   De 10 a 15 t/ha de caules e folhas verdes. A produção de folhas já dessecadas gira em tomo de 1800 kg/ha. 

Usos 
   Planta medicinal utilizada em todo o mundo no combate a doenças nervosas, má digestão, dores de cabeça e mau-hálito, serve também como antiespasmódico, antinevrálgico  e no tratamento de feridas. E empregada em perfumaria, na fabricação de água-de-melissa. Os apicultores a utilizam para atrair enxames de abelhas. Para isso, basta friccionar suas folhas dentro das colméias vazias.

Fotos
Plantio de MelissaMelissa

0 comentários :

Postar um comentário

 
Lider Agronomia - Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade | Template Clean, criado por Tutoriais Blog .