Serradela

   A Serradela (Ornithopus spp.), originária da costa atlântica da Península Ibérica e do Marrocos, é uma leguminosa anual capaz de produzir uma forragem tenra, apreciada pelos animais, e rica em proteínas. Tem sido utilizada com sucesso na região leiteira dos Campos Gerais do Paraná, em consorciação com gramíneas, para pastagens de inverno. E eficiente também no combate às invasoras, razão pela qual é muito empregada em rotação de culturas, principalmente com o milho e o arroz. Outras vantagens da serradela: não é atacada por pragas e doenças e dispensa qualquer tipo de trato cultural.

Clima e solo
Serradela, Ornithopus ssp   Muito resistente à seca e às geadas, a serradela desenvolve-se com facilidade no sul do Paraná e nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Por ser exigente em água, fica claro que em anos secos seu crescimento é prejudicado. A preferência dessa leguminosa é por solos de acidez média, ricos em fósforo e potássio.

Plantio
   A época ideal da semeadura, que pode ser feita a lanço ou por meio de semeadeiras em linha, vai de março a maio. Quando em linha, recomenda-se um espaçamento de 20 cm entre elas. Nas emeadura a lanço, a cobertura das sementes é feita por meio de uma gradagem, devendo-se tomar o cuidado de não enterrá-las excessivamente. Profundidade recomendada: 2 a 3 cm. Para o plantio solteiro, utilizam-se 30 kg/ha de sementes (peso de 1 000 sementes é de aproximadamente 2,5 g). Em consorciação, geralmente feita com aveia-preta, centeio e azevérn (gramíneas forrageiras) a Fundação. Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) recomenda a seguinte fórmula: 20kg/ha de serradela; 40 kg/ha de aveia preta; 15 kg/ha de azevém; e 50 kg/ha de centeio. Convém tomar nota de uma importante particularidade da serradela: uma vez que ela se desenvolve lentamente, é possível cortá-la algum tempo depois do corte das gramíneas forrageiras.

Corte e colheita
   O corte para adubação verde deve ser feito quando as plantas estão em plena floração, o que ocorre de 150 a 200 dias depois da semeadura. Segundo o Iapar, a serradela produz de 20 a 60 t/ha de massa verde e de 2 a 6 t/ha de matéria seca. A produção de sementes varia de 300 a 600 kg/ha. Terminado o seu ciclo, que dura cerca de 240 dias, a serradela deixa resíduos que protegem o solo da ação das chuvas. Em alguns casos, o Iapar tem conseguido fazer o plantio direto tardio do milho sobre a serradela, sem aplicar herbicidas. A incorporação da produção de 1 ha de serradela (três toneladas de matéria seca em média), é capaz de fixar 86,4 kg/ha de nitrogênio, o equivalente a 192 kg de uréia.

Fotos
Serradela

0 comentários :

Postar um comentário

 
Lider Agronomia - Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade | Template Clean, criado por Tutoriais Blog .