Kudzu-tropical

   O Kudzu-tropical (Pueraria javanica Burt.). também chamado puerária, é uma leguminosa trepadeira originária da Ásia Oriental, que não deve ser confundida com o kudzu comum (Pueraria thumber-giana Benth), nativo do Japão e da China e adaptado às regiões subtropicais úmidas. Considerado uma das mais promissoras forrageiras para a Amazônia, o Pantanal e a Baixada Maranhense, o kudzu tropical, cujas raízes muito profundas podem fixar até 150 kg/ha/ano de nitrogênio, produz cerca de 35 á 40 t/ha ano de massa verde e de 4 a 10 t de matéria seca, com um teor de proteína bruta em torno de 10 a 16%. É muito apreciado pelo gado bovino e, portanto, em consorciação,deve ser mantido sob pastejo controlado, para que não seja rapidamente consumido ou que predomine sobre a graminea consorciada. Segundo alguns especialistas, com a consorciação kudzu capim-gordura o gado obtém um ganho de peso vivo de 550 kg/ha ano. O kudzu é utilizado também como cobertura para o solo e no controle de invasoras, em especial no sul da Bahia, onde é consorciado com serigueiras. Experimentos recentes revelaram que é também um ótimo complemento alimentar para peixes herbívoros, entre os quais a tilápia.

kudzu-tropicalClima e solo
   Seu melhor desempenho ocorre em regiões tropicais úmidas, a temperaturas médias de 27ºC. Adapta-se aos mais diversos tipos de solo, com índices de pH 4 a 5, e é uma das leguminosas mais resistentes ao encharcarnento, suportando períodos não muito longos de inundações.

Plantio
   A melhor época para o plantio é a primeira metade da estação das águas (setembro-novembro). As sementes podem ser distribuídas a lanço ou em linhas(manual ou mecanicamente), à profundidade de 2,5 cm, com espaçamento de 1 m entre as linhas. O plantio mecânico é feito por meio de semeadeiras de hortaliças(reguladas para sorgo). Quantidade de sementes: 6 a 8 kg/ha (a lanço) e 3 a 5 kg (em linhas). Aconselha-se colocar as sementes em água durante 24 horas, antes de semear, para acelerar a germinação, e fazer a inoculação com inoculantes dogrupo do feijão-de-corda. Para a formação de pastagens consorciadas convém plantar a graminea quatro a cinco meses depois da semeadura do kudzu. E importante observar que as folhas dessa leguminosa caem durante o inverno época em que o gado mais necessita de forragem verde. Esse inconveniente, porém, é parcialmente compensado pela rebrota, em agosto, mesmo sem a ocorrência de chuvas. O kudzu consorcia-se bem com várias gramíneas, especialmente com a angola. Em experiência realizada na Zona da Mata pernambucana, por pesquisadores da Empresa Pernambucana de Pequisa Agropecuária (IPA), o kudzu foi plantado em julho e as gramíneas consorciadas na estação chuvosa do início do ano seguinte. O espaçamento foi de 1,60 m entre linhas e 0,50 m na linha, entre as covas de kudzu. As gramíneas foram plantadas no meio, ficando com espaçamento de 80 cm entre as suas linhas e as do kudzu. A capacidade de suporte dos capins elefante e gordura aumentou em 25% e a do capim sempre-verde em 26%, quando consorciados com o kudzu.

0 comentários :

Postar um comentário

 
Lider Agronomia - Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade | Template Clean, criado por Tutoriais Blog .