Coentro

   O coentro (Coriandrum sativum L.) é uma hortaliça-condimento de ciclo anual, herbácea, com altura máxima variando entre 80 cm e 1m de altura. Provavelmente originária da Europa Meridional, é encontrada espontaneamente na Espanha. No Brasil, é bastante consumida no Nordeste, principalmente como tempero de peixes.

Variedades
   As mais recomendadas na região de Vitória de Santo Antão(PE) , principal município produtor no Brasil, são a branca e a roxa, selecionadas pela Empresa Pernambucana de Pesquisa Agropecuária (IPA). O nome dessas variedades deriva da cor de suas flores.

Clima e solo
Coentro, Coriandrum sativum   O coentro é planta de clima quente, muito sensível a baixas temperaturas. O solo para plantar o coentro deve ter boa drenagem, ser profundo, sem cascalhos, com bom teor de matéria orgânica, pH 5,5 a 6,5 e boa exposição ao sol. 

Plantio 
   É plantado durante o ano todo, nas regiões de clima quente, como o Norte e o Nordeste e mesmo no Distrito Federal. No Centro-Sul, a época de plantio vai de setembro a fevereiro. A semeadura é feita em canteiros definitivos, com 20 a 25 cm de altura, em fileiras distanciadas de 20 a 30 cm, à profundidade de meio a 1 centimentro. Aconselha-se friccionar as sementes na palma das mãos (fazer o "esfregaço") antes do plantio, pois coro isso as duas bandas" da semente se soltam, facilitando a penetração da umidade e acelerando a germinação. As sementes para replantio são obtidas das plantas de maior vigor, que devem ser deixadas no canteiro até que sequem,quando ocorre a maturação da semente. Então, as plantas são arrancadas, colocadas em molhos para secagem à sombra, depois são batidas sobre uma lona, o que faz com que soltem as sementes. Gastam-se 17 a 20 kg de sementes/ha. 

Tratos culturais 
   Quando as plantas atingirem 4 a 5 cm, faz-se um desbaste, deixando um espaçamento de 5 a 10 cm entre as plantas. O coentro sofre com a concorrência de invasoras, que precisam ser arrancadas. As irrigações são feitas por aspersão, sempre que necessário, para manter o vigor da planta. 

Pragas e doenças 
   O coentro é sujeito ao ataque da lagarta-rosca e as doenças que mais o ameaçam são a antracnose, comum no Centro-Sul, e a queima-das-folhas, muito freqüente no Nordeste. 

Colheita 
   Para consumo das folhas, como condimento, é feita 40 a 60 dias depois da germinação, arrancando as plantas ou fazendo cortes sucessivos. As plantas arrancadas inteiras são menos perecíveis. São vendidas em maços, de tamanhos que variam conforme o mercado. Para fins aromáticos, são utilizadas também as sementes. Os ramos são cortados depois que 50 a 60% das sementes perderam a cor verde, mas antes de estarem maduras e secas. No ponto de corte, os frutos estão amarelos ou pardos. As inflorescências são então colocadas em sacos de aniagem, e levadas ao local de secagem. Lá as inflorescências são tiradas dos sacos e os feixes de sementes pendurados de cabeça para baixo, à sombra. 

Usos  
   Mais que um condimento, o coentro tem uso medicinal como carminativo (combate gases intestinais). Seus frutos - as sementes - são estimulantes e estomacais, e entram na fabricação de licores finos, na perfumaria e na farmácia (para disfarçar o gosto desagradável de determinadas substâncias) e na composição de água de melissa. Pode ser prepara-do sob a forma de infusão, alcoolato, óleo essencial, pó e tintura para combater doenças gastrointestinais, histeria e febre uartã (que dá de quatro em quatro dias). 

Composição por 100 g  
   42 calorias, 188 mg de cálcio, 72 mg de fósforo, 3,0mg de ferro, 533 mmg de vitamina A,0,15 mg de vitamina B1 0,28 mg de vitamina B2 e 75 mg de vitamina C.

Fotos:
Coentro
O coentro é muito consumido como tempero em diversos seguimentos da culinária, principalmente no Nordeste onde se usa principalmente para temperar peixe.

0 comentários :

Postar um comentário

 
Lider Agronomia - Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade | Template Clean, criado por Tutoriais Blog .